BCLJ - Brazil Center of Law & Justice: Junho 2012

quinta-feira, 28 de junho de 2012

UM CLAMOR PELA VIDA DO PR YOUCEF NADARKHANI



ONTEM, QUARTA-FEIRA DIA 27/06/2012 FILIPE COELHO, DIRETOR DO BCLJ "CENTRO BRASILEIRO PARA LEI & JUSTIÇA" CONCEDEU ENTREVISTA A RÁDIO PAZ FM, NA CIDADE DE GOIÂNIA-GO, ONDE FALOU  SOBRE LIBERDADE RELIGIOSA, DIREITOS HUMANOS, E SOBRE O CAS0 DO PASTOR YOUCEF NADARKHANI, CITANDO SUA HISTÓRIA  DE COMO  E PORQUE ELE FOI PRESO E CONDENADO À MORTE "POR APOSTASIA, POR SE TORNAR UM CRISTÃO". 
FILIPEE CONVIDOU TODOS  A SE MOBILIZAREM NO DIA 08/07, DIA EM QUE SE COMPLETA 1000 DIAS DE PRISÃO DE YOUCEF NADARKHANI.
 " NESTE DIA 08/07 CONVIDO A TODOS OS PASTORES A ORAREM UM MINUTO COM SUA IGREJA A FAVOR DO PASTOR YOUCEF NADARKHANI" 
 E PEDIU A TODOS QUE DIVULGUEM E PARTICIPEM DESSA MOBILIZAÇÃO MUNDIAL NESTE DIA
UNINDO-SE A NÓS JUNTAMENTE COM A BCLJ E ACLJ.
VAMOS MOBILIZAR UM CLAMOR PELA VIDA DO NOSSO IRMÃO, ATRAVÉS DAS REDES SOCIAIS, E JUNTO AS AUTORIDADES.
 USE SUA VOZ,; YOUCEF SÓ ESTÁ VIVO DEVIDO A PRESSÃO INTERNACIONAL.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Carta do Pr. Youcef Agradece e Pede Orações aos Apoiadores



Pastor Cristão Youcef Nadarkhani escreveu uma carta aberta agradecendo e pedindo orações a “todos aqueles que estão preocupados” com sua situação. A carta foi escrita no início desta semana e é a primeira vez em quase um ano que o Pr. Youcef foi permitido falar publicamente sobre sua prisão ilegal no Irã.

Ele incentiva os membros de sua congregação e apoiadores de todo mundo dizendo que ele está em “perfeita saúde” e exorta-os a continuar a ter fé em Deus. Ele agradece especificamente a todos que “pediram a minha libertação, fizeram campanhas de direitos humanos contra as acusações que são aplicadas a mim”, e ele continua dizendo “ore por mim”.

Abaixo está a carta completa do Pr. Youcef traduzido para o Português por Filipe Coelho do BCLJ, Diretor de Operações do no Brasil da ACLJ.

May 7, 2012


Saudações do seu servo e irmão em Cristo, Youcef Nadarkhani.


Para todos aqueles que se preocupam com minha situação atual.


Primeiramente, eu gostaria de informar a todos os meus irmãos e irmãs que estou em perfeita saúde em carne e em espírito. Estes dias estou tendo uma abordagem um pouco diferente dos outros e considero como o dia do julgamento da minha fé. E nesses dias tão difíceis para provar lealdade e sinceridade a Deus, estou tentando fazer o melhor que esta ao meu alcance para estar bem com tudo que aprendi com os mandamentos de Deus.


Eu preciso lembrar aos meus amados, que apesar do meu julgamento durar tanto tempo, como homem de carne e osso meu desejo é que esses dias acabem, mesmo que eu tenha rendido a vontade de Deus.


Eu não sou uma pessoa política nem sei sobre a cumplicidade política, mas sei que há muitas coisas em comum entre culturas diferentes. Há também diferenças entre essas culturas ao redor do mundo que pode resultar em criticas que a maioria das vezes a resposta sobre este tipo de críticas são duras, e como resultado nossos problemas aumentam.


De vez em quando eu sou informado sobre as noticias que estão se espalhando na mídia sobre minha situação atual. Por exemplo, sei que estou sendo apoiado por várias igrejas e grandes políticos que pediram minha libertação, ou estão fazendo campanhas defendendo os direitos humanos contra as cargas que estão sendo aplicadas a mim. Eu acredito que este tipo de atividades podem ser muito uteis, a fim de alcançar minha liberdade, e respeitando os direitos humanos de uma maneira correta poderá trazer grandes resultados imediatos.


Eu quero agradecer e apreciar todos àqueles que estão tentando chegar a este objetivo. Mas, por outro lado, eu gostaria de anunciar meu desagrado a palavras insultuosas ou as atividades que causam problemas e estresse, que infelizmente é feito de desculpas a defesa dos direitos humanos e da liberdade, e que é tão óbvio e claro para mim quanto ao resultado final. Insultando a crença do povo de outras nações, sejam eles a maioria ou a minoria, isso é inaceitável e tão pouco um ato digno, especificamente para aqueles que foram ensinados a amar e respeitar os outros mais do que a si mesmo e também tratar a todos da mesma forma que desejamos ser tratados.


Em seguida, queimando e insultando não são comportamentos reverentes para um cristão, e sim a obediência à palavra de Deus e se humilhar para que Deus seja glorificado, isso sim é dignidade.


Eu tento ser humilde e obediente àqueles que estão no poder, obedecer às autoridades do meu país que Deus concedeu, e orar para que eles governem o país segundo a vontade de Deus e serem bem sucedido ao fazerem isso. Porque eu sei que dessa forma estarei obedecendo à palavra de Deus. Eu tento obedecer, juntamente com aqueles que eu vejo que estão em uma situação parecida com a minha. Eles nunca se queixam de nada, apenas deixam o poder de Deus se manifestar em suas vidas, embora lessem que eles às vezes têm usado esse direito de se defender, pois eles têm esse direito, eu também não sou uma exceção e com isso tenho usado todas as possibilidades possíveis e assim continuo esperando o resultado final.


Então peço a todos amados que orem por mim como a palavra santa diz. No final espero que este esteja preparado o mais rápido possível, como as autoridades do meu país vão lhe dar com o livre arbítrio de acordo com a lei e os mandamentos nos quais serão respondidos.


Que a graças e a misericórdia de Deus sejam sobre você agora e para sempre. Amém.


Youcef Nadarkhani


É muito encorajador que o Pr. Youcef não só é capaz de se comunicar com o mundo exterior, mas que ele está ciente do protesto internacional em seu nome. As notícias de sua história estão atingindo todo o caminho ao redor do mundo de volta para o coração do Irã. É fundamental que mantenhamos esta pressão intensa sobre o Irã por sua libertação. Por favor, continuem orando para o e TWEET PARA YOUCEF.

quinta-feira, 21 de junho de 2012

BCLJ Pede ajuda mais uma vez ao PSC




Na quinta-feira dia 14 de junho, o Diretor da "BCLJ" Centro Brasileiro para Lei & Justiça, Filipe Coelho, reuniu-se em Goiânia-Go com o Pastor Everaldo Pereira, Presidente do PSC, Partido Social Cristão. Um dos assuntos tratados foi o caso do Pastor Youcef Nadarkhani que ainda se encontra preso no Irã por se converter ao Cristianismo. Pr. Youcef vai completar 1000 dias que está preso no Irã no próximo dia 8 de julho. 

Filipe Coelho pediu ajuda ao Pastor Everaldo  para tentar mais uma vez a libertação de Youcef Nadarkhani. Filipe falou que não  se poderia deixar isso esfriar, "temos que aproveitar a vinda da delegação do Irã aqui no Brasil agora no Rio + 20". Pastor Everaldo como sempre muito prestativo, imediatamente telefonou para o Vice Presidente do Brasil Michel Temer,  para apelar por uma manifestação do governo brasileiro no caso do pastor evangélico Youcef Nadarkhani, condenado à morte no Irã por ter se convertido ao cristianismo. 

Michel Temer relatou o caso a Dilma Rousseff, que acionou Antonio Patriota, ainda no fim de semana, na Turquia.
Alegando demora na atuação da diplomacia brasileira, Everaldo entrou em contato com Silas Malafaia para envolver o Conselho Interdenominacional de Ministros Evangélicos (com cerca de 20 000 integrantes) no movimento pela libertação de Youssef.
Everaldo também iria enviar um comunicado oficial em nome do conselho ao Itamaraty.
Michel Temer fez chegar a Mahmoud Ahmadinejad uma carta assinada por Pastor Silas Malafaia e mais onze pastores evangélico que cobram a libertação do pastor Yousef Nadarkhani.
______________________________________________________________

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Sua voz está sendo ouvida!



   
A ACLJ luta contra a discriminação religiosa nos EUA e no mundo a cada dia; “Um professor riscando a palavra "Deus" do poema de uma criança”,  “a remoção de uma estátua de Jesus de uma montanha”, e tantos mais batalhas que estamos ganhando.

Sinto-me humilde e grato para vos dizer que conseguimos uma vitória ontem contra a perseguição religiosa. Pastor Youcef Nadarkhani  sacrificou tanto por sua fé e recusou a chamadas  de seus captores para ele renunciar a Cristo. Com a ajuda de sua insistência, o Comitê de Relações Exteriores do Senado aprovou por unanimidade uma resolução de apoio ao Pastor Youcef ontem.

O assunto do Governo do ACLJ  e equipe agora é está pressionando  a maioria no Senado Harry Reid para pedir ao Senado todo a votar sobre a resolução do Pastor Youcef.

Obrigado por suas orações e seu apoio em nossa luta pela liberdade religiosa.

FONTE
Jay Sekulow
ACLJ Procurador-Chefe

Para todos aqueles que lutam conosco a favor da Liberdade para o Pastor Youcef Nadarkhani

Senado Considera Medida Condenando o Irã pela Prisão de Youcef Nadarkhani

Youcef Nadarkhani
(Photo: ACLJ)

Comitê do Senado dos EUA das Relações Exteriores irá rever uma resolução que visa libertar presos iraniano e o pastor Youcef Nadarkhani ao mesmo tempo, encorajar o Irã a monitorar seus abusos dos direitos humanos mais de perto, especialmente em casos de liberdade religiosa.

"A resolução do Senado apoiando Pastor Youcef é um símbolo crítico da pressão internacional que continua a pedir a sua libertação imediata", disse o Centro Americano para Lei e Justiça em um comunicado de imprensa. O ACLJ tem estado fortemente envolvida no caso do pastor.

Nadarkhani permaneceu encarcerado na prisão iraniana desde outubro de 2009 para a sua fé cristã, e apesar dos esforços da comunidade internacional para pressionar por sua libertação, o governo iraniano continua a mantê-lo atrás das grades.

 A resolução, intitulada Resolução do Senado 385 e elaborado pelo senador David Vitter, R-LA, juntamente com sete co-patrocinadores, se destaca como a condenação oficial de "o Governo do Irã por sua constante perseguição, prisão e condenação de Youcef Nadarkhani sob a acusação de apostasia. " A resolução do Senado é acoplado com a Casa Res. 556, que foi aprovada pela Câmara dos Representantes dos EUA com uma votação unânime no início deste ano.

A resolução do Senado, que foi introduzido no mesmo dia a Câmara aprovou Resolução, contém quatro pontos de destaque. A resolução:

Condena o Irã pela a prática de perseguição de minorias religiosas, bem como violar sua Declaração Universal dos Direitos Humanos eo Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos, no caso de Nadarkhani;
Solicita ao Irã a liberação  de Nadarkhani e todos os outros presos no país por suas crenças religiosas;
Insta o Irã a empregar mais funcionários para que se especializam em abusos dos direitos humanos no país;
E reafirma que a liberdade religiosa é um direito humano internacional que deve ser sempre respeitada e protegida por todos os governos.
O ACLJ sugeriu que a resolução do Senado "não poderia vir em um momento mais importante pois o advogado do Pastor Youcef  continuara enfrentar a prisão."

Siga-nos

 Advogado de Nadarkhani, Mohammad Ali Dadkhah, foi condenado em maio a nove anos de prisão sem julgamento por "agir contra a segurança nacional."

Sem representação legal,  a situação  de Nadarkhani  piora tremendamente e a ACLJ está esperando a resolução do Senado que pressiona o Irã a libertar o cristão evangélico.

 Filhos de Nadarkhani, Daniel e Yoel, esperam por liberação de seu pai junto com sua esposa, Fatema Pasindedih.

A comissão do Senado foi criada para revisar a resolução terça-feira, mas não ficou claro quando o painel iria votar sobre a medida.

Data 20/06/2012
Fonte By Katherine Weber , Christian Post Reporter

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Intolerância Religiosa: Uma face do atraso

Intolerância Religiosa: Uma face do atraso


intolerancia
Nesta sexta-feira  15/06/2012 aconteceu no Programa "Mesa dos Notáveis" da rádio Vinha FM na cidade de Goiânia-Go um debate marcante sobre "Intolerância Religiosa"  onde o diretor do BCLJ Filipe Coelho apresentou a história do Pastor Youcef Nadarkhani. 
Acompanhem a pauta;
Por; Jakeline Mendonça; Jornalista e produtora da Mesa dos Notáveis na rádio Vinha FM
_________________________________________________
A intolerância religiosa é um conjunto de ideologias e atitudes ofensivas a diferentes crenças e religiões.
Em casos extremos esse tipo de intolerância torna-se uma perseguição. Sendo definida como um crime de ódio que fere a liberdade e a dignidade humana, a perseguição religiosa é de extrema gravidade e costuma ser caracterizada pela ofensa, discriminação e até mesmo atos que atentam à vida de um determinado grupo que tem em comum certas crenças.
As liberdades de expressão e de culto são asseguradas pela declaração universal dos direitos humanos e pela constituição federal.
O Brasil é um país de estado laico, isso significa que não há uma religião oficial brasileira e que o estado se mantém neutro e imparcial às diferentes religiões.
Desta forma, há uma separação entre estado e igreja; o que, teoricamente, assegura uma governabilidade imune à influência de dogmas religiosos. É importante salientar que a crítica religiosa não é igual à intolerância religiosa.
Os direitos de criticar dogmas e encaminhamentos de uma religião são assegurados pelas liberdades de opinião e expressão. Por todo o mundo a intolerância religiosa está vem ocorrendo de forma brusca...
É só buscar na internet que aparecerá milhares de relatos de vítimas presas e notícias de assassinatos de cristãos queimados vivos, a tiros, decapitados, apedrejados e de diversas outras formas...
Um caso recente, que tomou a mídia secular de todo o mundo, foi a do pastor cristão, o iraniano Youcef Nadarkhani que foi acusado, condenado e sentenciado à morte por apostasia, por ter se tornado um cristão. Como ele não quis negar a Cristo, foi preso ilegalmente e separado de sua esposa e dois filhos desde o ano de 2009.
E Para debater o assunto, o programa mesa dos notáveis convidou;

NOTÁVEIS:

Marcos Sérgio Santos Moura - Advogado e  Evangelista.

Filipe Coelho – Formado em Administração, Economia e Marketing no Tennessee- EUA, empresário, atua no Centro Americano de Lei e Justiça como Diretor de Operações no Brasil, Diretor do Centro Brasileiro para lei e Justiça; onde Defende a Vida, Direitos Humanos e Liberdade de Religião, em especial a caso do Pastor Youcef Nadarkhani Aqui No Brasil. 

Arlan Oliveira – Pastor 

Danilo Di Giorgi Martins Da Mota – Mestre em História e Professor de História  – Instituto Federal da Secretaria Municipal de Educação

Fonte: Vinha Fm


quinta-feira, 14 de junho de 2012

Senado Assume Resolução do Pastor Youcef na Próxima Semana

         
 Comissão do SENADO de Relações Exteriores  dos Estado Unidos tem programado para levar a resolução de apoio ao Pastor cristão Youcef Nadarkhani na próxima semana.

Próxima terça-feira, dia 19 de junho de 2012, o comitê está programado para considerar a resolução, um companheiro para a resolução que aprovou por unanimidade na Câmara no início deste ano. É o próximo passo para trazer S. Res. 385 diante ao Senado.

 A resolução ", condenando o governo do Irã por sua constante perseguição, prisão e condenação de Youcef Nadarkhani sob a acusação de apostasia", não poderia vir em um momento mais importante  por causa da perseguição  para prender o advogado  do Pastor Youcef .

 A resolução  do Senado apoiando o Pastor Youcef é um símbolo crítico da pressão internacional  que continua a pressionar para a sua libertação imediata. Você pode aprender mais sobre a resolução  here. 

Outro símbolo do apoio internacional é o crescimento contínuo da campanha  Tweet for Youcef  no qual sendo realizada pela ACLJ www.aclj.org e BCLJ www.bclj.blogspot.com.br Estamos atingindo agora mais de 2.3 milhões de contas do Twitter diariamente em 234 países e territórios ao redor do mundo.

 Como estamos nos aproximando rapidamente do dia 1000 º da prisão ilegal Pastor Youcef  no dia 08 de julho, por favor, continuem com Tweet for Youcef e pressione seus senadores a apoiar a resolução Youcef.

Fonte ACLJ http://aclj.org/iran/senate-take-pastor-youcef-resolution-next-week?sf4648336=1

terça-feira, 12 de junho de 2012

Papel do pastor na vida de uma pessoa que passou por um divórcio.


Qual é o papel do pastor na vida de uma pessoa que passou por um divórcio?
 Pastorear, ajudando, aconselhando, tratando a ferida para que ela não deixe seqüelas como mágoas, ressentimentos e amargura.
Acredita que exista algum tipo de preconceito por parte da igreja em relação aos seus membros divorciados? Por quê?
Preconceito existe não somente para com os divorciados. Todos os assuntos que as pessoas não compreendem muito bem produzem medo; a maioria quando não sabe lidar com uma situação ou foge dela ou a vê com suspeita.
Quando um casal, que freqüenta uma igreja, se divorcia, qual é o procedimento que o pastor deve ter em relação a eles? Deve incentivar a mudança de igreja pelo menos em relação a uma das pessoas?
 Cada caso é um caso. É preciso olhar vários fatores.
  1. Qual a razão do divórcio? – incompatibilidade, adultério, vício, agressão física, etc.
  2. Quem é a vítima?
  3. O que a igreja pensa acerca do divórcio – concorda ou não, em que casos?
  4. Uma das partes continua amando ou os dois querem o divórcio?
  5. O casal tem filhos, o marido vai se responsabilizar pelo sustento da família, em que situação eles estão deixando um ao outro?
  6. O divórcio realmente acabou com o casamento, ou apesar do divórcio o casal permanece emocionalmente casado?
  7. Um dos dois está envolvido com outra pessoa, essa pessoa também é membro da igreja?
Somente sabendo a resposta para essas e outras perguntas o pastor pode tomar uma decisão.
O divórcio pode ser motivo para uma pessoa ser disciplinada pela denominação?
Depende, se essa denominação não aceita o divórcio e se a pessoa, ao tornar-se membro, sabia dessa condição, e fez a profissão de fé concordando com as doutrinas e costumes da igreja, essa igreja pode disciplinar sim, pois o pastor deixou claro que a igreja não aceita o divórcio. 
Qual a maneira correta de pastorear pessoas divorciadas?
 Do mesmo modo que se pastoreia os outros membros - com amor, paciência, ouvindo e aconselhando, não fazendo préjulgamentos, não permitindo que elas sejam discriminadas, encarando o problema e solucionando-o, e nunca esquecendo que somos pastores não somente daqueles que aparentemente não têm problema algum, mas também dos que aparentemente são problemáticos.
O senhor acredita que pessoas divorciadas possam assumir lideranças em ministérios?
A Bíblia é muito clara nesse assunto, quando afirma que o líder tem que ser marido de uma só mulher. Creio no perdão de Deus. Não acredito que Deus queira que a pessoa que errou pague pelo erro durante toda a vida. Porém, a certas posições na igreja que exige que o líder seja irrepreensível. Além disso, é preciso saber se ele divorciou-se antes de estar na igreja ou se o divórcio aconteceu depois da pessoa conhecer a Palavra. 

-- 
Em Cristo Jesus Quem eu Sirvo, Amo e Espero,

PR Dr. Silmar Coelho

sexta-feira, 8 de junho de 2012

CBN NEWS: Advogado Pastor Youcef é condenado por defender cliente



O advogado de um pastor iraniano preso. foi condenado a nove anos de prisão.
Mohammad Ali Dadkhah foi representante do pastor cristão Youcef Nadarkhani, que foi condenado à morte porque deixou o Islã e se converteu ao cristianismo.
"Fui condenado por agir contra a segurança nacional, espalhando propaganda contra o regime, e manter os livros proibidos em casa", Dadkhah disse ao Guardian.
Dadkhah também teria sido proibido de ensinar em universidades o praticar advocacia  por 10 anos.
O Centro Americano para Lei e Justiça, que vem trabalhando para garantir a libertação de Nadarkhani, teme que a decisão de prisão Dadkhah coloca o pastor cristão em maior risco.
"A notícia de que este renomado advogado de direitos humanos, foi condenado a prisão por autoridades iranianas é muito preocupante", Jordan Sekulow, diretor executivo do ACLJ, disse.
"Com o seu advogado à enfrentar  nove anos de prisão, e nenhum outro advogado provável para assumir o caso, o pastor Youcef não tem defensor legal, o que o coloca em maior risco", disse ele.
O ACLJ relatou que o Irã começou recentemente a reprimir os advogados que representam clientes como Pastor Youcef, que dubla o Irã como inimigos do Estado para suas crenças.
Dadkhah, um muçulmano mundialmente conhecido,  advogado de direitos humanos no Irão, defendeu numerosos presos políticos, incluídos recentemente 12 cristãos que foram julgados no domingo de Páscoa para a sua fé no mesmo tribunal iraniano provincial que Youcef Pastor condenado a execução.
Porque ele presta os seus serviços jurídicos gratuitamente, o regime iraniano afirmou que está "cumplicidade" nos supostos crimes de seus clientes.
Dadkhah foi noticiado no tribunal defendendo um de seus clientes quando o juiz anunciou a sentença de nove anos de própria boca. Ele deverá ser preso em breve.
O ACLJ confirmou que o pastor Youcef ainda estava vivo na quarta-feira, mas a prisão de seu advogado coloca em grave perigo de execução, sem mais nenhum recurso.
A notícia da prisão Dadkah veio quando a pressão internacional cresceu pedindo a libertação do Pastor Youcef.
O ACLJ disse que vai continuar a usar todos os meios disponíveis para lutar por sua liberdade, incluindo o Tweet para Youcef campanha, que está agora a atingir mais de 2 milhões de contas no Twitter a cada dia.
O grupo também vai continuar a chamar no Senado dos EUA para aprovar uma resolução pendente pedindo a libertação do Pastor Youcef.
Assinar a petição online pedindo mais pressão sobre o Irã a libertar o pastor Youcef Nadarkhani e destituir sua sentença de morte.
O Centro Americano para Lei e Justiça, em Washington, DC, também iniciou uma campanha no Twitter para espalhar notícias sobre o caso do Nadarkani. @ CBNNews juntou-se ao esforço. Saiba como você pode  ajudar "Tweet para Youcef" clique aqui   .
Fonte: CBN News; http://www.cbn.com/cbnnews/world/2012/May/Pastor-Youcefs-Lawyer-Sentenced-for-Defending-Client/

Tradução: Google Tradutor

Advogado de Nadarkhani, pastor cristão no corredor da morte no Irã, foi condenado a 9 anos de prisão

             
Proeminente defensor dos direitos humanos e advogado, Mohammad Ali Dadkhah, que representa o pastor cristão condenado à morte no Irã, em um caso que provocou condenação internacional, teria sido condenado a nove anos de prisão por supostamente "agir contra a segurança nacional" no Irã.

 Dadkhah tem representado vários políticos ativistas de direitos humanos presos desde 2009, do Irã, incluindo as disputadas eleições, Youcef Nadarkhani, o pastor iraniano acusado de apostasia e condenado à morte para quem deixar o Islã e se converter ao cristianismo.

 "Fui condenado por agir contra a segurança nacional, espalhando propaganda contra o regime e manter livros proibidos em casa", Dadkhah disse ao Guardian. Dadkhah também teria sido proibido de ensinar em universidades ou praticar a lei de 10 anos.

O Centro Americano para Lei e Justiça, ou ACLJ, que vem trabalhando para garantir a libertação de Nadarkhani, teme que a decisão de prisão Dadkhah colocque o pastor cristão em maior risco. "

A notícia de que este renomado advogado de direitos humanos, foi condenado a prisão por autoridades iranianas é muito preocupante", disse Jordan Sekulow, diretor-executivo da ACLJ. "Com o seu advogado enfrentando nove anos de prisão, é provalvel que nenhum outro advogado  assuma o caso, do pastor Youcef  que não tem defensor legal, e o coloca em grande risco." Dadkhah foi noticiado no tribunal defendendo um de seus clientes quando o juiz anunciou a sentença de nove anos . Ele deverá ser preso em breve. Dadkhah também foi o advogado de 12 cristãos que foram julgados no domingo de Páscoa no Irã.

Fonte: Fox News http://www.foxnews.com/world/2012/05/03/attorney-for-christian-pastor-on-death-row-in-iran-reportedly-sentenced-to/

Traduzido por Google tradutor.

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Reunião do BCLJ em Brasília



Nesta terça-feira dia 05/06/12  Filipe Coelho, diretor de operações da ACLJ no Brasil e diretor executivo da  @BCLJBrasil   se reuniu  com o Senador Magno Malta  e Pr Everaldo Pereira, Presidente do PSC   para tratarem de assuntos como; Liberdade religiosa e sobre o caso do Pastor iraniano Youcef Nadarkhani que está preso no Irã, condenado e sentenciado à morte por se tornar um cristão. Senador Malta tem mantido um bom relacionamento com o Embaixador do Irã e com isso Filipe Coelho introduziu o caso do Advogado do Pr. Youcef Nadarkhani, Mohammad Ali Dadkhani que foi condenado a 9 anos de cadeia por ser a voz de uma organização de direitos humanos e por defender Nadarkhani. O Senador Malta falou que não estava ciente do caso e imediatamente pediu para marcar uma visita a Embaixada do Irã na próxima terça ou quarta-feira para falar direto com o Embaixador do Irã.


O Centro Americano de Lei e Justiça (ACLJ) e suas organizações filiadas estão globalmente empenhados em garantir a viabilidade contínua da liberdade e da liberdade nos Estados Unidos, ao redor do mundo e agora também no Brasil.Ao focar no direito constitucional dos Estados Unidos, direito da União Europeia e dos direitos humanos, a ACLJ e suas organizações afiliadas dedicam-se ao conceito de que a liberdade é universal, dadas por Deus e inalienáveis direitos que devem ser protegidos.A ACLJ e suas afiliadas em todo mundo se envolvem em disputas judiciais, prestam serviços jurídicos, prestam assessoria a pessoas físicas e órgãos governamentais, bem como aconselhar clientes sobre a liberdade global e questões de liberdade. Eles também apoiam a formação de estudantes de direito de todo o mundo, a fim de proteger a liberdade religiosa e proteger os direitos humanos e a dignidade.Como uma organização sem fins lucrativos, a ACLJ não cobra por seus serviços e é dependente de Deus e os recursos que Ele oferece através do tempo, talento e dons de pessoas que compartilham as nossas preocupações e o desejo de proteger nossas liberdades religiosas e constitucional.

terça-feira, 5 de junho de 2012

Missão BCLJ no Brasil

                                               Filipe Coelho e o vice presidente Michel Temer

Nesta terça-feira  Filipe Coelho,  diretor de operações da ACLJ no Brasil e diretor executivo da  @BCLJBrasil   se reúne  com o Senador Magno Maltta  e Pr Everaldo Pereira, Presidente do PSC para falar sobre o caso do Pastor iraniano Youcef Nadarkhani que está preso no Irã por  ser cristão;



NOSSA MISSÃO

O Centro Americano de Lei e Justiça (ACLJ) e suas organizações filiadas estão globalmente empenhados em garantir a viabilidade contínua da liberdade e da liberdade nos Estados Unidos, ao redor do mundo e agora também no Brasil.
Ao focar no direito constitucional dos Estados Unidos, direito da União Europeia e dos direitos humanos, a ACLJ e suas organizações afiliadas dedicam-se ao conceito de que a liberdade é universal, dadas por Deus e inalienáveis direitos que devem ser protegidos.
A ACLJ e suas afiliadas em todo mundo se envolvem em disputas judiciais, prestam serviços jurídicos, prestam assessoria a pessoas físicas e órgãos governamentais, bem como aconselhar clientes sobre a liberdade global e questões de liberdade. Eles também apoiam a formação de estudantes de direito de todo o mundo, a fim de proteger a liberdade religiosa e proteger os direitos humanos e a dignidade.
Como uma organização sem fins lucrativos, a ACLJ não cobra por seus serviços e é dependente de Deus e os recursos que Ele oferece através do tempo, talento e dons de pessoas que compartilham as nossas preocupações e o desejo de proteger nossas liberdades religiosas e constitucional.

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Vivendo em Unidade




Fala-se muito sobre unidade. Porém, pratica-se muito pouco. Efésios 4 instrui os crentes a "manter" a unidade. Especificamente no versículo 4 e no verso 13 fala da meta do ministério cristão como sendo "atingir" unidade.
"Unidade é definida como o Estado de ser indivisível ou ininterrupto. É a representação de todo numeral menor. Ela tem a qualidade de ser unida em um. Unidade pode denotar uma combinação de todas as peças, elementos e indivíduos em um todo eficaz" (Wikipedia).
 "É a representação de todo numeral menor". Isso seria a palavra "um", usada para descrever a muitos.
Então, como você adorar, que Igreja você assistir, ou mesmo suas conclusões sobre uma doutrina bíblica especial não são causas, ou até mesmo pistas da unidade dos cristãos. A maioria tem uma lista de crenças e práticas que outras pessoas devem aceitar e praticar antes de poder se unificar a eles. Isso não é "unidade", isso é "homogeneidade". Dizer as mesmas palavras e praticar as mesmas atitudes não conduz ninguém sequer perto do que transformar os cristãos em "um".
Uma leitura cuidadosa da oração de Jesus em João 17 revela a verdadeira unidade cristã. Ouça as palavras do Mestre.
" E rogo não somente por estes, mas também por aqueles que pela sua palavra hão de crer em mim; para que todos sejam um; assim como tu, ó Pai, és em mim, e eu em ti, que também eles sejam um em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste. E eu lhes dei a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um; eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, a fim de que o mundo conheça que tu me enviaste, e que os amaste a eles, assim como me amaste a mim. Pai, desejo que onde eu estou, estejam comigo também aqueles que me tens dado, para verem a minha glória, a qual me deste; pois que me amaste antes da fundação do mundo" (João 17.20–24).
 Assim como o pai e o filho são "um",  se Cristo habita em nós, temos que ser "um".  Unidade começa e tem sua origem em nossa relação individual com Jesus Cristo. Se você não é um com Deus, por meio de Cristo, é impossível que tenha unidade com outro cristão. É esta relação de amor sobrenatural que resulta na "unidade", não na observância de doutrinas e usando expressões cristãs ou participar da mesma Igreja. Unidade nada tem a ver como a maneira como adoramos, ou no que aprovamos ou reprovamos.
Cada cristão verdadeiro é um com Deus Pai, um com Jesus e por causa dessa unidade infinita e indivisível, também tem que ser um com qualquer outra pessoa que está em Cristo Jesus. Por isso Jesus orou estas surpreendentes palavras sobre o amor de Deus por nós: “... amaste a eles, assim como me amaste a mim" (João 17.23b).
Quem compreende o que Jesus diz em sua oração tem que admitir que ainda não vive a unidade. Deus me ama como Ele ama Jesus! Deus lhe ama, caro amigo, com o mesmo amor puro que Ele tem pelo seu filho Jesus. Que maravilha! O alicerce da unidade dos cristãos é - "Deus amou o mundo…" (João 3.16). O Deus-amor nos une consigo mesmo em Cristo. E só há um número que pode descrever essa unidade de Deus com seu povo, "Um".
A unidade é um dom de amor, é a expressão máxima da graça do Deus incomparável. Deus estava em Cristo. Jesus, com uma mão, segura a mão de Deus o Pai e com a outra mão segura a mão dos pecadores para dessa maneira aproximar os pecadores do Deus Santo, redimir os nossos pecados e tornar-nos "um".  Fomos "reconciliados" com Deus e justificados por Cristo. Tudo isso aconteceu sem nossa mínima intervenção, sem nossos esquemas e habilidades.
Não temos o direito de decidir com quem temos comunhão, com quem adoramos ou com quem nos relacionamos em Cristo. Em qualquer lugar onde encontramos alguém que confessa Jesus Cristo como Senhor e Salvador e se relaciona com Jesus, não podemos decidir se vamos ou não ser “um” com ele. Em Cristo já somos “um” e não há como mudar esse fato. Qualquer um que está em comunhão com Cristo tem que ser bem-vindo à mesa da unidade. Viver outra coisa é pecado e revela que estamos longe do Pai.
Autor Pastor Silmar Coelho
Fonte Filipe Coelho
--